Como funcionam as panelas elétricas de arroz

Autor: 
Jessika Toothman
Mulher com uma panela elétrica de arroz
Image courtesy of TOSHIBA
Pôster de propaganda da panela elétrica de arroz da Toshiba, em 1955

Partes queimadas ou uma pasta pegajosa podem ser resultados decepcionantes de um arroz que não deu certo, mas uma panela elétrica de arroz pode resolver esses problemas e ajudar até mesmo a pessoa mais desajeitada na cozinha a fazer um arroz bem soltinho.

O arroz é o produto principal da alimentação de muitas pessoas do mundo todo. No sudeste da Ásia, o grão é especialmente importante, seja nutricional ou culturalmente, então não é de se surpreender que o Japão tenha inventado a primeira panela elétrica de arroz doméstica. Esse primeiro modelo foi feito pela Toshiba, em 1955, e logo outras empresas entraram no mercado, acrescentando inovações que expandiram as utilidades e as características das panelas elétricas de arroz.

Substituindo as panelas de ferro fundido da época, que funcionavam no fogão a lenha, as panelas elétricas de arroz aliviaram as donas de casa japonesas da extenuante tarefa de monitorar as pesadas panelas de arroz [fonte: Web-Japan.org (em inglês)].

À princípio, as panelas elétricas de arroz foram feitas apenas para o preparo de arroz, mas elas podem ser muito versáteis. Algumas pessoas até mesmo as utilizam no cozimento de outros pratos, desde espaguete e costelas até ovos mexidos.

Para ver em detalhes como as panelas elétricas de arroz funcionam, desde os modelos mais simples aos mais sofisticados, vamos começar pelo mais básico: como elas sabem quando devem passar de um passo do processo de cozimento para outro?

Doe arroz, receba conhecimento

Você deseja ajudar enquanto aumenta o seu vocabulário ao máximo? Visite FreeRice.com (em inglês), onde cada palavra corretamente definida significa 20 grãos de arroz doados aos pobres através do World Food Program, das Nações Unidas.