Onde as pessoas conseguem seu senso de estilo?

Pode até parecer paradoxal, porém, em um mundo globalizado no qual os produtos são lançados quase simultaneamente em grande parte do planeta visando atingir o maior número de pessoas possível, cada vez em maior escala se busca a possibilidade de personalizar esses itens de acordo com o estilo de cada um. E atingir esse objetivo se tornou bem mais difícil uma vez que as pessoas têm desenvolvido estilos que fogem do senso comum.

Isso acaba se tornando um fardo para aqueles que não conseguem escapar da média e invejam quem consegue criar um estilo próprio. Mas existem meios para desenvolver essa característica e fugir do lugar comum. Veja a seguir algumas dicas para despertar seu próprio senso de estilo.

1) Descubra-se

Antes de dar qualquer passo nessa direção é preciso saber do que realmente você gosta. Não adianta tentar copiar pessoas que admira, artistas famosos ou tendências que certamente serão moda dentro algum tempo. Qual a finalidade de vestir roupas extraordinárias se não gostar delas? Não tente parecer elegante se você não se sente elegante. O seu vestuário precisa expressar sua personalidade.

2)Aprenda

Como tudo na vida, senso de estilo também se aprende. Leia revistas especializadas e veja as roupas que estão na moda. Assista aos programas de celebridades para observar o tipo de roupas e adereços que os artistas estão usando.

Contudo, não foque apenas nesse nicho. Verifique também as pessoas em seu meio, seus amigos, seus familiares, seus vizinhos, seus colegas de trabalho. O que elas estão vestindo?

Visite as lojas de roupas. Olhe o que é colocado nos manequins. Ali estarão expostos os produtos que devem ser mais usados em um futuro próximo. Isso lhe dará uma boa ideia das tendências e permitirá analisar o que se encaixa com seus gostos e o que não serve para seu estilo.

3) Esqueça as etiquetas

Esse é um ponto essencial para quem quer desenvolver um estilo próprio. Muitas peças de vestuário são valorizadas não por terem um design inovador, por suas cores brilhantes ou pelo estilo fora do comum. Apenas se destacam por serem de uma grife famosa. Ou, traduzindo, por terem um preço que é geralmente muito alto. E isso faz com que a pessoa que está carregando aquela peça seja notada.

Quem tem um estilo próprio ou pretende seguir esse caminho pode dispensar esse tipo de artifício e ainda assim se destacar no meio da multidão. Suas roupas e acessórios se destacarão pela combinação apurada feita pela pessoa que as vestiu, não pela etiqueta de quem produziu o item.

4) Cada um no seu quadrado

Não deixe que os padrões de beleza física determinados por terceiros derrubem sua autoestima. Todavia, nem tudo é uma questão única e exclusiva de gosto. Seu tipo físico é determinante para a escolha de roupas e acessórios que devem ser utilizados.

É preciso ver se o que está sendo vestido é adequado para seu corpo, se vai destacar suas características positivas. E aí sim, ao enfatizar esses pontos, você poderá casar seu gosto pessoal com as roupas de modelos e nos tamanhos corretos.

5) Só e bem acompanhado

Embora as compras normalmente sejam feitas peça por peça ou eventualmente em pequenos conjuntos, é preciso pensar de forma mais ampla, no uso das roupas e acessórios conjuntamente. Um item pode parecer muito bonito isoladamente, mas será que combina com as outras peças que você tem no guarda-roupas? O seu estilo não é determinado por um item em particular, mas sim pelo uso que você faz deles coletivamente.

6) Escolha suas cores

É preciso verificar, de acordo com a tonalidade de sua pele, a cor de seu cabelo e de seus olhos, as cores que mais realçam os pontos mais belos de seu corpo. E a partir dessa lista realizar a seleção de roupas e acessórios que farão parte de seu guarda-roupas.

Também leve em consideração seus gostos pessoais e as tendências da temporada. Assim você poderá desenvolver uma melhor combinação entre os itens disponíveis.

7) Acessórios

Os acessórios são as grandes ferramentas para exibição do senso de estilo pessoal. Joias, chapéus e outros apetrechos devem ser usados com sabedoria. É nessa área onde são permitidos os maiores voos de criatividade.

8) Marca registrada

Defina uma marca registrada. Um tipo de roupa ou de acessório que vai estar presente em todas ou quase todas suas aparições. É uma peça que quando seus amigos ou colegas virem irão se lembrar de você. Será sua assinatura.

9) Look book

Um jeito para ir melhorando seu estilo pessoal ao longo do tempo que também pode ser um projeto divertido é criar o chamado "look book". Uma espécie de diário onde você cola fotos com seus modelitos e acessórios e vai documentando como seus gostos foram se modificando. Em tempos de Internet, o caderno pode ser substituído por um blog, mas é preciso estar preparado para comentários, que nem sempre serão positivos.