Como funciona a grama

Autor: 
Tom Harris

Se você mora em apartamento, esse assunto provavelmente nem passa pela sua cabeça. Mas se mora em uma casa com espaço para jardim, pode ficar se perguntando: como manter uma grama bonita, sem ter que gastar muito com os serviços de um profissional de jardinagem?

Neste artigo, vamos descobrir o que é a grama, do que ela precisa e como você pode fazer para mantê-la sempre bonita.

O que é a grama?
A grama é o nome comum da família de plantas Gramineae. Com mais de 9 mil espécies conhecidas, essa família é uma das maiores do planeta. Há alguns tipos muito comuns, embora a maioria das pessoas nem faça idéia disso: o arroz, o milho e a aveia estão incluídos.

Também há outras utilidades para essa espécie. A maioria dos animais de criação se alimentam principalmente de gramas. Em algumas partes do mundo, pessoas usam plantas da família das Gramineae em construções (como o bambu, por exemplo) e aonde quer que cresça, elas desempenham um papel vital na contenção da erosão. A grama também é usada para fabricar açúcar, bebidas alcoólicas, pão e plástico, entre muitas outras coisas.

As gramas têm uma estrutura muito simples. Na sua base, as raízes crescem na direção da terra. Em geral, as raízes são fibrosas ou em espiral. Elas se estendem pelo solo recolhendo nutrientes, absorvendo água e prendendo a planta no solo.

As hastes da grama, chamadas colmo, crescem a partir da base da planta (a coroa). Na maioria das espécies, os colmos são côncavos e rígidos, exceto nos nós, que são juntas que unem os segmentos das hastes.

Folhas estreitas se estendem a partir dos colmos, acima de cada nó. As folhas se alternam na direção. Ou seja, se a primeira folha de um colmo crescer para a direita, a segunda folha crescerá para a esquerda, a terceira folha para a direita e assim por diante.

A parte inferior da folha é chamada de élitro e a parte superior é chamada de espada. Na maioria das gramas, uma lígula envolve a ligação entre o élitro e a espada. A lígula pode ter a forma de uma fina membrana.

selo quiz

Como as folhas de uma árvore, as folhas da grama coletam energia da luz do sol através da fotossíntese. A clorofila dá à grama a cor verde.

Há dois métodos principais de reprodução, nas gramas. Algumas têm hastes extras que crescem para os lados, abaixo do solo ou bem acima dele. As hastes que se arrastam pelo solo são chamadas de estolho e as hastes que crescem abaixo dele são chamadas de rizoma. As gramas usam estolhos e rizomas para se propagar e formar novos colmos. O estolho ou rizoma nutre a nova planta até que ela seja forte o bastante para sobreviver sozinha.

As gramas também têm flores. As pequenas flores, na maioria das espécies de grama, são conhecidas como flores minúsculas. As flores minúsculas crescem em pequenos grupos chamados espiques, que juntos formam inflorescências. As flores produzem os esporos que polinizam outras flores, as quais produzem sementes (este site - em inglês - explica a reprodução da grama em detalhes).

Em alguns tipos de gramas, como o milho, a haste e a parte da flor são óbvias. No entanto, nas gramas de jardim, as folhas finas e compridas fazem sombra aos outros elementos da planta. A menos que esteja perto, tudo o que você irá ver são caules verdes.

Os elementos básicos
Digamos que você queira uma grama perfeita, um belo carpete verde em volta da sua casa, que se pareça com o de um campo de golfe. Isso é possível?
Não só é possível, como também não é complicado. Mas as dicas deste artigo funcionam em regiões de clima mais temperado.

Como na maioria das plantas, a grama precisa de três coisas para sobreviver:

  • luz do sol
  • água
  • nutrientes

Além disso, ela precisa estar livre de elementos destrutivos, como:

  • ervas daninhas
  • doenças
  • insetos

Se você tiver a variedade correta de grama e ela tiver atendido aos requisitos acima, certamente você terá um belo gramado.

Solo
Nenhuma quantidade de água ou luz do sol irá deixar a grama verde e vistosa se o solo onde será plantada for um solo pobre.

É necessário ter um cuidado especial com a raiz. As raízes absorvem água, coletam nutrientes, sustentam a planta e, em algumas espécies, espalham-se para formar novas plantas. Uma planta só pode fazer isso se o solo for o correto.

O solo precisa ser fofo para que as raízes da grama possam se espalhar com facilidade, absorvente o bastante (uma vez que irá coletar água) e muito rico para fornecer nutrientes à planta. As raízes também precisam de uma determinada quantidade de circulação de ar, portanto, o solo não pode ser muito compacto.

Em tese, o ideal seria a marga, tipo de solo que possui quase as mesmas quantidades de sedimento, areia e barro. Uma marga "perfeita" contém 40% de sedimentos, 40% de areia e 20% de barro. A marga é bastante fofa, mas tem barro suficiente para absorver a água de forma efetiva.

A proporção de pH do solo também é importante. Ela irá informar a acidez ou alcalinidade relativa do solo. O nível de pH ideal é cerca de 6.5 ou 7, mas os níveis podem variar entre espécies diferentes de grama e condições de clima.

Se for preciso aumentar muito o nível ácido, pode-se adicionar enxofre e para reduzir, deve-se adicionar cal.

Para melhorar o solo, pode-se corrigi-lo com uma camada superficial de compostagem ou fertilizante.

Depois do solo, o fator mais importante no cuidado da grama é a espécie da planta. Na próxima seção, vamos ver o que está envolvido no processo de escolha da grama correta.