Conservação da água

Autor: 
Zolton Cohen

A melhoria da conservação de água em sua casa pode ajudá-lo a economizar não apenas nas contas de água, mas também no seu aquecimento. Seguem algumas idéias para aumentar seus esforços na conservação da água.

Eliminar a formação de sedimentos


A drenagem de sedimentos do tanque de um aquecedor de água é um procedimento de economia de energia que qualquer pessoa pode fazer com rapidez e facilidade. A remoção periódica dos sedimentos acumulados ajuda os aquecedores de água convencionais a operar com eficiência ideal. O sedimento consiste de sais minerais e outros detritos que entram no tanque de armazenamento junto com a água. À medida que a água é aquecida, os minerais se separam dela e se depositam no fundo do tanque.

Ao longo do tempo, formam-se depósitos de minerais a ponto de agirem como isoladores no fundo do tanque, isolando a água dos efeitos do aquecimento do queimador embaixo (nas unidades de óleo e gás) e, às vezes, cobrindo o elemento de aquecimento nos aquecedores de água elétricos. Quanto mais difícil for para o calor chegar à camada de sedimentos, mais tempo o queimador levará para queimar ou os elementos terão que funcionar para aquecer a água.

A solução é remover a camada de sedimentos. Você não precisa desligar a fonte de energia (eletricidade, gás ou óleo) da água para drenar os sedimentos.

Existe uma pequena válvula de drenagem, no lado externo do tanque do aquecedor de água, próximo à parte de baixo. Ela se assemelha a uma bico de mangueira em miniatura do lado de fora de uma casa. Coloque uma extensão pequena de mangueira de jardim a essa válvula, prenda a extremidade livre da mangueira a um ralo ou a um balde grande e abra a válvula.

A água passará pela parte de baixo do aquecedor de água, pela válvula e pela mangueira, carregando os sedimentos com ela. Depois de drenar 18 litros ou mais do tanque, desligue a válvula, desconecte a mangueira e esvazie o balde (se usar um) em uma pia ou vaso sanitário. Você não apenas melhorou a eficiência do seu aquecedor de água, como também aumentou sua vida útil.

Qual a razão? Existe uma camada fina de água que fica presa entre os sedimentos e o fundo do tanque. Quando o queimador acende, a camada fina de água aquece a uma tempetarura alta que não é normal, estragando o revestimento de vidro do tanque e acelerando o processo de ferrugem. Os sedimentos acumulados também são responsáveis pelos estrondos e pelos barulhos de estouro e infiltração que geralmente se ouve de um aquecedor de água quando o queimador acende ou os elementos esquentam.

Dependendo do conteúdo mineral de sua água, a drenagem dos sedimentos do tanque do aquecedor deve ser feita pelo menos duas vezes por ano, e com mais freqüência em áreas de água com sais minerais.

Isolar os tubos

O que o isolamento do tubo faz? Ele mantém o calor dentro dos tubos, em vez de dispersá-lo no ar. O resultado é que a água quente chega aos banheiros distantes com mais rapidez que de outra maneira, reduzindo o volume de água que se gasta para chegar à água quente efetivamente. Quando a água quente enche o tubo, ela permanece lá durante bastante tempo. Então, se você usa a torneira de água quente logo depois de ter usado uma vez, é provável que a água ainda esteja suficientemente quente.

Além disso, o isolamento do tubo ajuda a reduzir as perdas da "reserva" de calor no aquecedor de água. As perdas da reserva de calor ocorrem quando o aquecedor de água está simplesmente parado. Durante um período de tempo, a dispersão de calor do tanque do aquecedor de água e dos tubos que entram e saem da parte superior da unidade diminui a temperatura da água dentro do tanque. Conseqüentemente, o termostato é ativado e o queimador acende ou os elementos elétricos são ligados. A água aquece novamente, somente para esfriar gradualmente através dos efeitos de resfriamento do tanque e dos tubos. É um ciclo contínuo, agravado pela perda de calor através dos tubos na parte superior do aquecedor de água. Embora seja mais lógico isolar os tubos de água quente, é uma boa idéia isolar também os primeiros 1,5 m, aproximadamente, do tubo de água fria no aquecedor de água. Isso ajuda a reduzir a perda de calor, que migra do tanque do aquecedor de água até o tubo.

Embora o isolamento dos tubos no aquecedor de água possa eliminar por dia apenas o aquecimento de um queimador ou a ativação de um elemento, com os preços atuais da energia e do gás, ele pode aumentar substancialmente a economia durante o ano.

Também pode ser vantajoso isolar outro tubo de água fria de sua casa - o tubo de entrada de água, a partir de um centro de abastecimento municipal - ainda que não seja por questões de eficiência de energia. Durante o inverno e a primavera, a água que abastece a casa por esse tubo é fria. Se o ar for muito úmido, pode haver condensação fora do tubo e acabar pingando nos tapetes, nas telhas suspensas e em qualquer coisa que estiver no caminho. O revestimento do tubo exposto com isolamento de espuma separa o tubo do ar úmido, evitando formação de condensação.

O isolamento dos tubos de água costuma envolver o uso de um rolo grande de fibra de vidro, muito tempo e o corte e a colocação do revestimento ao redor das obstruções. O isolamento dos tubos de água de sua casa, hoje em dia, é mais simples, rápido e eficaz.

O isolamento do tubo com espuma de célula fechada disponível em lojas de material hidráulico e home centers, não apenas isola mais que o material de fibra de vidro antigo, como também é de fácil instalação. Cada peça é cortada no comprimento, permitindo que o isolamento simplesmente prenda sobre o tubo. A espuma é tão macia que pode ser cortada com uma faca de cozinha ou uma tesoura.

Colocar uma manta no aquecedor de água

Os novos aquecedores de água estão sendo construídos com um isolamento melhor. Portanto, se você tiver um antigo, não fique com medo de acrescentar uma camada extra de isolamento. Existem "mantas" para aquecedor de água disponíveis em home centers e casas de ferragens que revestem a parte externa da unidade com uma camada adicional de isolamento.

Os aquecedores de água elétricos podem ser revestidos de cima a baixo com isolamento. Aquecedores de água à gás, contudo, não devem ser revestidos na parte superior ou ao longo da parte inferior. A parte superior possui o tubo, que pode ficar quente a ponto de incendiar materiais inflamáveis. A parte inferior deve permanecer aberta, de modo que o ar possa entrar no conjunto do queimador para fazer a combustão adequada do gás natural, propano ou óleo.

A extremidade do tubo prolongador da válvula de alívio de temperatura e pressão (que geralmente passa pela lateral da unidade), em qualquer tipo de aquecedor de água, deve ficar aberta e exposta. Esse tubo não deve ter obstáculos, em caso de a válvula ser ativada e soltar água quente ou vapor. Qualquer bloqueio poderia interferir na liberação voluntária da pressão dentro do tanque, e isso poderia ser perigoso.

Fora isso, com quanto mais isolamento você puder revestir o aquecedor de água, menor será a ocorrência de perdas de "reserva", menor será a freqüência de ativação do queimador ou dos elementos e mais eficiente será o aquecedor, no geral. Essa é uma tarefa relativamente fácil e barata que compensa cada hora, a partir do momento que você coloca a manta. Como a maioria dos trabalhos que envolvem isolamento, ele não é agradável, mas funciona.

Instalar chuveiros de fluxo reduzido

Quase metade de toda a água usada em uma casa é consumida no banho. Praticamente toda essa água precisa ser aquecida. Por esse motivo, o banheiro é o lugar ideal para praticar a conservação de água e energia. Desde janeiro de 1995, os chuveiros em casas novas não devem gastar mais que 10 litros por minuto. Se você tiver em sua casa um chuveiro mais antigo que esse, basta alguns minutos para trocá-lo por um que atenda aos padrões modernos de taxa de fluxo.

Se tiver um chuveiro mais antigo, que faça até 23 litros por minuto, e instalar em seguida um chuveiro de fluxo baixo, você reduzirá seu consumo de água no banho em mais de 11 litros por minuto.

A água que entra em uma casa nos estados do norte (dos Estados Unidos), no inverno, pode não passar de 38ºC. O aquecimento da água nessa temperatura baixa, a 120ºC ou mais, necessário para produzir um banho quente razoável, requer um pouco de energia. Então, é fácil entender por que se aproveitar de uma tecnologia de chuveiro de 10 litros pode economizar muito dinheiro nas suas contas.

Entretanto, um aviso: a instalação de um chuveiro de baixo fluxo não serve de pretexto para demorar mais tempo no banho. Em alguns casos, o tempo que uma pessoa leva no banho é exatamente equivalente à duração da água quente no tanque aquecedor de água. Quando a água quente acaba, o chuveiro desliga. Se levasse dez minutos para esgotar a capacidade do seu aquecedor de água com um chuveiro de 23 litros por minuto, isso significa que você poderia ficar no banho durante 20 minutos se tivesse um chuveiro de fluxo reduzido? Tecnicamente, sim. Mas isso não economizaria água nem energia. Se limitar seu banho a simplesmente lavar-se, enxaguar-se e sair, mantendo sua duração a mesma de antes da introdução do novo chuveiro, você reduzirá seu consumo de energia e água.

Usar ventiladores de torneira

As torneiras de pias e lavatórios de cozinha e banheiro mais antigos podem soltar aproximadamente de 13 a 18 litros de água por minuto. A maior parte dessa água é desperdiçada; as tarefas de limpeza geralmente podem consumir menos.

Os ventiladores de torneira, fornecidos com torneiras novas ou vendidos como acessórios de ajuste baratos, reduzem a taxa de fluxo para aproximadamente 1 a 4 litros por minuto em banheiros e 4 a 8 litros por minuto em pias de cozinha. Como existe ar no fluxo de água no bico da torneira, o fluxo parece forte, embora o volume real de água seja substancialmente reduzido. Isso permite que você faça mais coisas com menos água quente.

Vazamentos, isolamento deficiente e cuidado inadequado com o equipamento ou a utilização possibilitam a saída do calor e do ar condicionado de sua casa. As diretrizes nesse artigo mostram às pessoas formas de controlar e minimizar essas áreas vulneráveis.

Publications International, Ltd.