Como funciona a domesticação de animais

Autor: 
Jane McGrath
domesticação de animais

Atualmente, a domesticação de animais é algo que consideramos comum. Desde carne e laticínios até a companhia fiel, os animais domesticados nos fornecem incontáveis produtos, serviços e horas de trabalho que tiveram um efeito profundo sobre a história da humanidade.

 No começo, os humanos usavam os animais apenas como alimentação. Mas em certo momento, começamos a perceber que eles poderiam ser úteis para trabalhar, fornecer vestimenta e transporte. Em estado selvagem, os animais defendem a si mesmos e desconfiam de outros animais, mas os humanos conseguiram mudar esse comportamento. Com o passar do tempo, alguns animais se tornaram mais dóceis e submissos às instruções humanas, o que chamamos de domesticação. Com esse processo, toda uma espécie animal evolui para se tornar naturalmente acostumada a viver e a interagir com os humanos.

­

­­pintura de animais domesticados
­Jan van Gool/The Bridgeman Art Library/Getty Images
­A humanidade domesticou animais como estes para que eles se tornassem tão obedientes e confiantes a nós que agora dividem pacificamente o espaço de nossas habitações

É importante ter em mente que nem todos acreditam que a domesticação de animais seja algo positivo. A co-fundadora do PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), Ingrid Newkirk, é famosa por sua oposição declarada à interferência humana nas vidas dos animais. Isso significa que ela também desaprova a idéia de animais de estimação, em geral. Como uma "abolicionista dos animais", ela busca a liberdade para todos os animais cativos [fonte: Lowry].

Porém, outras pessoas vêem a história da domesticação de animais de um modo mais positivo. O químico e jornalista científico Stephen Budiansky afirma que é um processo perfeitamente natural que fornece vantagens tanto para os humanos quanto para os animais. Budiansky apóia a teoria de que na verdade, os animais escolhem a domesticação, preferindo o conforto confiável do cativeiro à vida dura na natureza [fonte: Budiansky (em inglês)]. Ele também afirma que certas espécies foram (ou poderiam ter sido) salvas da extinção por meio da domesticação.

Independente de tudo isso, ninguém pode negar as enormes contribuições da domesticação animal ao avanço da humanidade. Cada espécie domesticada ofereceu seus próprios espólios e tem sua própria história de domesticação, mas todas as domesticações ocorrem, mais ou menos, por meio dos mesmos processos biológicos. Vamos dar uma olhada neste processo. Como os humanos organizam a transformação de uma espécie selvagem em uma espécie mansa?

­­­