Como tratar um cão sangrando

As patas e pernas de um cachorro são vulneráveis a machucados causados por vidro quebrado, pregos e outros objetos afiados e vão sangrar muito quando cortadas. Orelhas também sangram bastante porque a pele sobre a orelha é muito fina.

Em qualquer ferimento que esteja sangrando, o maior objetivo dos primeiros socorros é evitar a perda excessiva de sangue, que pode levar a um choque. Os sinais de choque incluem gengivas pálidas ou brancas, batimento cardíaco acelerado ou respiração rápida. Se um ferimento estiver jorrando sangue, significa que uma artéria foi cortada. Isso requer atendimento profissional imediato.

Como você vai lidar com seu cachorro depende do local e tamanho do sangramento. As seguintes dicas de cuidados com um cão vão ajudar na hora de prestar primeiros socorros nas várias partes do corpo.

Sangramento na cabeça ou tronco

Passo 2
2006 Publications International, Ltd.

  • Contenha o cão se necessário.
  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.
  • Passe uma guia pelo pescoço do cachorro e então em volta de um objeto fixo. Puxe o cão contra este objeto e amarre a guia de maneira que o cachorro não consiga mover a cabeça.
  • Faça uma focinheira para sua maior proteção.
  • Cubra o ferimento com uma compressa de gaze estéril ou toalha limpa.

  • Enrole pedaços de pano ou outro material macio ao redor do curativo e amarre ou cole com esparadrapo, pressionando apenas o suficiente para segurar a bandagem no lugar.
  • Leve o cachorro imediatamente ao veterinário.

Sangramento na perna, pata ou cauda

 

  • Contenha o cão se necessário.

    Passo 3
    2006 Publications International, Ltd.

  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.
  • Corte o pêlo em volta do local machucado.
  • Examine o ferimento para ver se não há pedaços de vidro ou objetos estranhos. Se visíveis, remova com os dedos ou com uma pinça. Se o tecido sob o ferimento aparecer quando você move a pele, provavelmente, vai precisar de pontos.
  • Lave bem o ferimento com água limpa. Evite usar antissépticos, pois podem causar dor.
  • Cubra o ferimento com um pano limpo ou curativo estéril.

  • Coloque sua mão sobre o curativo e pressione com firmeza.

    Passo 8
    2006 Publications International, Ltd.

  • Mantenha a pressão sobre o curativo até parar de sangrar. Se o sangue encharcar o curativo NÃO o remova. Coloque outro curativo por cima e continue pressionando até parar de sangrar. Se o sangramento não parar em até cinco minutos, continue pressionando o ferimento e leve o cachorro imediatamente ao veterinário.
  • Enrole pedaços de pano ou outro material macio ao redor do curativo e amarre ou cole com esparadrapo, pressionando apenas o suficiente para segurar a bandagem no lugar. Comece abaixo do ferimento e cubra de baixo para cima.
  • Se o ferimento for profundo o suficiente para precisar de pontos, evite que o cachorro lamba a perna machucada e leve-o imediatamente ao veterinário.

Sangramento no peito ou abdômen

 

  • Contenha o cão se necessário.
  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.
  • Faça uma focinheira para sua maior proteção.
  • Se o ferimento é no peito e você ouve um som parecido com sucção, faça um curativo para evitar a entrada de ar e leve o cachorro imediatamente ao veterinário. 

    Passo 3
    2006 Publications International, Ltd.

  • Se houver um objeto saindo do ferimento, como uma flecha, NÃO tente remover o objeto. 
  • Coloque panos limpos ou compressas estéreis ao redor do ponto de entrada.
  • Faça uma bandagem firme ao redor do ponto de entrada.
  • Leve o cachorro imediatamente ao veterinário.
  • Corte o pêlo em volta do local machucado.
  • Examine o ferimento para ver se não há pedaços de vidro ou objetos estranhos. Se visíveis, remova com os dedos ou com uma pinça. Se o tecido sob o ferimento aparecer quando você move a pele, provavelmente vai precisar de pontos.
  • Lave bem o ferimento com água limpa.
  • Cubra o ferimento com um pano limpo ou compressa estéril.

    Passo 10
    2006 Publications International, Ltd.

  • Coloque sua mão sobre o curativo e pressione com firmeza.
  • Mantenha a pressão sobre o curativo até parar de sangrar. Se o sangue encharcar o curativo NÃO o remova. Coloque outro curativo por cima e continue pressionando até parar de sangrar.
  • Enrole tiras de lençol ou outro material macio ao redor do curativo e amarre ou cole com força suficiente para manter a bandagem no lugar.
  • Se o ferimento é profundo o suficiente para precisar de pontos, leve o cachorro imediatamente ao veterinário.

Sangramento na orelha

  • Contenha o cão se necessário.

    Passo 2
    2006 Publications International, Ltd.

  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.
  • Faça uma focinheira para sua maior proteção.

  • Cubra o ferimento com um pano limpo ou compressa estéril. Coloque o curativo nos dois lados da orelha. Depois, dobre por cima da cabeça do cachorro e segure firme para controlar a hemorragia.
  • Enrole as orelhas e a cabeça com tiras de lençol. Amarre ou cole a bandagem no lugar com esparadrapo.
  • Leve o cachorro imediatamente ao veterinário.

Sangramento nas unhas

Uma unha quebrada ou que foi cortada muito curta pode sangrar. Leve seu cachorro ao salão, pet shop ou clínica veterinária para cortar as unhas se você não se sente confortável cortando em casa.

Se a unha estiver quebrada

  • Contenha o cão se necessário.
  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.

    Passo 3
    2006 Publications International, Ltd.
  • NÃO tente cortar ou remover uma unha quebrada sem colocar uma focinheira no cachorro.
  • Comprima um pano limpo ou compressa estéril contra a unha. O sangramento vai parar em alguns minutos.
  • Leve o cachorro a um veterinário o mais rápido possível.

Se a unha foi cortada muito curta

  • Contenha o cão se necessário.
  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.
  • Passe uma guia ao redor do pescoço do cachorro e, então, ao redor de um objeto fixo. Puxe o cachorro para perto deste objeto e amarre a guia de maneira que ele não possa mover a cabeça.
  • Faça uma focinheira para sua proteção.
  • Pressione um pano limpo ou compressa estéril contra a unha.
  • Mantenha pressão firme na área por pelo menos cinco minutos. NÃO remova a bandagem até que o sangramento pare.
  • Se o sangramento não parar em 15 a 20 minutos, leve o cachorro a um veterinário o mais rápido possível. Uma hemorragia contínua indica um problema de coagulação que deve ser tratado rapidamente.

Hemorragia interna

Uma hemorragia interna é sempre uma emergência. Os sinais de hemorragia interna são gengivas pálidas ou brancas, batimento cardíaco ou respiração acelerada e sangramento pelas orelhas, nariz, boca ou reto. Os passos a seguir vão ajudar a tratar o cachorro em caso de um possível choque. Leve o cachorro a um veterinário imediatamente.

  • Se houver sangramento por qualquer ferimento externo, trate para evitar o choque.
  • Examine as gengivas levantando o lábio superior. Gengivas pálidas ou brancas indicam que o cão está em choque e pode ter ferimentos ou hemorragia interna grave. Se as gengivas estiverem rosadas provavelmente o cão não está em choque.
  • Determine o batimento cardíaco. Coloque seus dedos com firmeza sobre o cão aproximadamente 5 cm atrás do cotovelo no centro do peito. Conte o número de batidas em 10s e multiplique por 6. Se o cachorro estiver em choque seu batimento deve ser mais de 150 batidas por minuto.

    Passo 3
    2006 Publications International, Ltd.

  • Coloque o cachorro de lado com a cabeça estendida.
  • Puxe a língua do cachorro com cuidado para manter a entrada de ar livre.
  • Eleve um pouco a parte traseira do cachorro, usando um travesseiro ou toalhas dobradas.
  • Para conservar a temperatura corporal, enrole o cachorro em um cobertor ou casaco.
  • Leve o cachorro imediatamente ao veterinário.

A dilatação gástrica é um problema grave que pode causar a morte súbita do animal. Na próxima seção veremos os sinais da dilatação gástrica e o que fazer se suspeitar que seu cão está tendo esse problema.