Problemas com a caixa do vaso

Comparados com o entupimento do vaso, problemas com a caixa podem ser relativamente mais simples. Barulhos ou água correndo continuamente podem ser mais que um aborrecimento. Eles podem também custar dinheiro devido ao desperdício de água. Felizmente, a maioria dos problemas com as caixas pode ser eliminado de modo rápido e fácil.


Seção cruzada de uma caixa de vaso comum e seus componentes

Desde que você saiba como o vaso funciona, pode identificar a fonte dos problemas da caixa do vaso. Levante a tampa da caixa e siga este procedimento.

Quando você der a descarga, uma alavanca de disparo será levantada. Esta alavanca puxa os fios que, em retorno, erguem a válvula dobradiça ou uma aba de borracha no topo da caixa. Quando a abertura de válvula de descarga está limpa, a água na caixa escorre levantando a bóia e indo para dentro do vaso. Isto eleva o nível da água no vaso acima do nível da saída.

Enquanto a água estiver correndo, a bóia flutua acima da água, descendo. Isto empurra para baixo o braço da caixa, levantando a válvula da descarga e permitindo que a nova água flua para a caixa. Se a água procura seu próprio nível, a água da caixa empurra a água do vaso na drenagem, causando uma ação que limpa todo o vaso. Quando toda a água tiver escorrido do vaso e o ar tiver feito pressão na saída,  a bóia da caixa retoma o seu lugar, fechando a abertura da válvula de descarga.

Conforme o nível da água sobe na caixa, a bóia sobe até o braço flutuante estar alto o suficiente para diminuir a válvula de descarga e interromper a água que entra. Se a água falha no fechamento, há um tubo de extravasamento que impede o excesso de água no vaso para evitar que a caixa inunde. Se a água continuar fluindo para fora do tanque e drenos:

1ª etapa -  Erga o braço do flutuante. Se a água pára, você sabe que o problema é a bóia que não sobe o suficiente para baixar a válvula da descarga. Uma das razões pode ser o atrito da bóia com a parte interna da caixa. Se for este o caso, incline o braço um pouco para mover a bóia para longe das laterais da caixa.


Se a água continua vazando, cheque a guia e levante o fio que ergue e abaixa a bóia da caixa para ter certeza de que estão bem alinhados

2ª estapa - Se a bóia não tocar a caixa, continue segurando sua haste e remova a bóia da haste para girá-la em sentido horário. Então mexa a bóia para ver se há água dentro dela. Com o peso da água ela pode ser impelida a não subir normalmente. Se há água na bóia, tire-a e ponha de volta em seu lugar. Se a bóia estiver danificada ou corroída, substitua-a por uma nova. Se não houver água na bóia, ponha-a de volta e incline a vara para o nível mais baixo que ela puder atingir para fechar o fluxo de água na caixa.

3ª etapa - Se as etapas acima não resolveram o problema, verifique a bóia da caixa na válvula de descarga. O resíduo químico da água pode fazer com que esta bóia não se assente de forma apropriada ou então a bóia simplesmente estragou. A água vai infiltrar através da válvula de descarga, abrindo-a. Para desligar a água, acione a válvula do registro dando descarga no vaso para esvaziar a caixa. Você pode então examinar a bóia da caixa, procurando sinais de desgaste, e instalar uma nova bóia se necessário. Se o problema é resíduo químico na boca da válvula de descarga aberta, pegue um pano molhado, uma palha de aço ou uma faca e limpe os detritos.

4ª etapa -  Se o excesso de água ainda fluir através do vaso, o botão ou a corda que levanta e abaixa a bóia da caixa pode estar mal posicionado. Tenha certeza de que a guia está no lugar  certo e que o fio está diretamente sobre a válvula de descarga aberta. Gire o botão até a bóia se posicionar na abertura. Se um fio estiver inclinado, tente colocá-lo na posição correta ou instalar um novo. Tenha certeza de que a alavanca de disparo não esteja em atrito com nada e o fio instalado não esteja no buraco errado. As duas situações podem levar a bóia a ficar em um ângulo que não bloqueia a abertura como deveria.

Se nem a bóia nem caixa estão com defeito, então o problema pode estar na válvula da bóia.