Como envernizar móveis

Autor: 
Editores do Consumer Guide

O verniz, um dos acabamentos mais resistentes, é superior aos outros acabamentos tradicionais. Ele melhora e realça o veio da madeira e é resistente a impactos, calor, abrasão, água e álcool. Ele pode ser usado como revestimento externo sobre acabamentos desgastados. O verniz fornece um acabamento claro, mas escurece um pouco a madeira. Ele está disponível em acabamentos de alto brilho, semi-brilho ou acetinado, além de superfícies foscas ou planas.

Tipos de verniz

O verniz tradicional é baseado em resinas naturais e óleos e é diluído com aguarrás ou terebentina. O verniz spar é um verniz natural formulado para permanecer pegajoso. Ele nunca deve ser usado em móveis. Os vernizes sintéticos são compostos por resinas sintéticas e requerem diluidores especiais.

O melhor dos vernizes sintéticos é o de poliuretano. Os poliuretanos são claros, não amarelados e muito resistentes. Outros vernizes sintéticos são o fenólico, usado externamente e em alguns trabalhos da marinha, e o alquídico, normalmente usado em preparações coloridas. Os vernizes fenólico e alquídico amarelam com o tempo e não são recomendados para acabamentos. Com qualquer tipo de verniz, procure uma secagem rápida para minimizar problemas com poeira. Use um verniz em spray somente quando o uso do pincel for impossível (como em vime ou junco).

Vernizes à base de água proporcionam resultados similares sem o inconveniente da limpeza e da toxicidade. A maioria seca de 15 a 30 minutos. Eles não racham, não lascam, nem formam bolhas, além de serem resistentes à água e ao álcool. O melhor de tudo é que eles não amarelam. Entretanto, quando é aplicado em várias camadas, o revestimento pode manchar, dependendo da madeira.

Exigências especiais

O verniz natural pode ser usado com qualquer tinta ou massa de enchimento. O vedador do verniz natural é a goma-laca diluída ou uma mistura de uma parte de verniz e uma parte de terebentina ou aguarrás. Não misture marcas ou tipos de verniz. O verniz de poliuretano não é compatível com todas as pinturas e massas de enchimento. Antes de comprar, leia os rótulos para se certificar de que esteja usando materiais compatíveis. Alguns poliuretanos podem ser diluídos para uso como um vedador, enquanto outros não necessitam de vedadores. Alguns vedadores de lixação são compatíveis com poliuretanos.

O verniz à base de água pode ser usado em pinturas e massa de enchimento, desde que as camadas estejam completamente secas. Esse processo pode demorar até um mês. Você também pode aplicar um revestimento de vedador de goma-laca no meio, se não quiser esperar.

Esteja ciente de que o verniz geralmente seca muito devagar e que pode ser difícil de aplicar. É importante saber como usá-lo.

Técnicas de aplicação

Aplique o verniz com um pincel novo de cerdas naturais. Use somente verniz novo. O verniz, que foi usado muitas vezes, pode conter restos endurecidos em volta das laterais e nas extremidades do recipiente, causando problemas. Se você planejar o trabalho de forma adequada, provavelmente não irá sobrar muito verniz. O verniz que sobrou pode ser usado nas partes que irão ficar escondidas.

A madeira crua que irá receber um acabamento de verniz deve ser preparada e lixada cuidadosamente. A madeira com acabamento, que irá receber outro revestimento, deve ser limpa e lixada levemente. Imediatamente antes de aplicar o verniz, limpe a superfície por completo com uma flanela.

É muito mais fácil aplicar o verniz em superfícies horizontais do que em verticais. Antes de começar a trabalhar, vire o móvel para que a parte que irá receber o acabamento fique na horizontal. Se o móvel tiver gavetas, portas, prateleiras e outras peças removíveis, retire-as e também aplique o acabamento horizontalmente. Trabalhe em apenas uma superfície por vez e deixe as superfícies maiores por último.

Aplique verniz na madeira preparada com pinceladas compridas, suaves e por igual, deixando o verniz ao longo do veio em faixas da largura do pincel. Não encoste o pincel nas extremidades do recipiente do verniz. Agite ou remova o verniz em excesso dentro do recipiente ou em uma lata. O verniz deve fluir na superfície da madeira, sem que haja obstáculos. Se o pincel começar a repuxar ou se você vir pequenas falhas ou pontos finos, acrescente um pouco de diluidor ao verniz.

Para o verniz natural, use terebentina ou aguarrás. Para verniz de poliuretano, use o diluidor recomendado pelo fabricante. Misture o diluidor ao verniz devagar, tomando cuidado para não formar bolhas.

Aplique o verniz com pinceladas por igual através do veio da madeira.
2006 Publications International
Aplique o verniz ao longo do veio da madeira, distribuindo-o em faixas
iguais. Em seguida, aplique mais verniz no veio para nivelar e igualar a superfície.

Depois de aplicar camada iguais de verniz em faixas ao longo do veio da madeira, aplique mais, em camadas iguais através do veio da madeira para nivelar e igualar a superfície. O verniz deve ser o mais nivelado possível, sem pontos grossos ou finos, embora uma camada fina seja melhor do que uma grossa.

Camadas grossas de verniz demoram mais para secar e tendem a rachar conforme o verniz envelhece. Ao trabalhar, remova poeira e fiapos do acabamento úmido com um lenço de algodão.


Alise a superfície dando pinceladas de leve ao longo do veio com um pincel quase seco.
2006 Publications International
Depois de nivelar o verniz no veio, alise a superfície dando
leves pinceladas ao longo do veio com um pincel quase seco.
Remova a poeira e os fiapos conforme você trabalha.

Para dar um acabamento na superfície, use o verniz na direção do veio. Nessa etapa, use um pincel quase seco. Segurando o pincel para formar um pequeno ângulo com a superfície, dê pinceladas bem leves na superfície do verniz para remover marcas e igualar a superfície. Alise toda a superfície envernizada, fazendo faixas ao longo do veio da madeira. Ao trabalhar, remova a poeira e os fiapos com um lenço. As marcas do pincel que restaram irão desaparecer conforme o verniz secar.

O verniz deve ser aplicado com cuidado para evitar pontos grossos. Nos cantos externos, trabalhe com a superfície plana em direção ao canto, levante o pincel o mais próximo possível do canto e antes que ele deslize, pressione na borda. Isso evita acúmulo de verniz ao longo da borda. Nos cantos internos, trabalhe a uma distância de 2,5 a 5 cm do canto. Em seguida, pincele o verniz no canto, posicione-o e deixe-o deslizar. Esse método evita acúmulo de pinceladas na superfície plana.

Pontos que tendem a reter verniz, como pequenos furos, devem ser revestidos com verniz e inclinados com o pincel apenas uma vez. Inclinações repetidas irão deixar uma saliência.

Em travessas, fusos e outras curvas, pincele na direção do comprimento. Em estruturas entalhadas, aplique o acabamento primeiro nos entalhes com um pincel quase seco. Em seguida, dê o acabamento nas superfícies planas com a ponta do pincel. Por fim, use um pincel bem seco para passar nos entalhes e nas partes planas, nivelando o acabamento e removendo as bordas grandes, depressões ou travessas. Em portas de painel suspensas, faça o acabamento primeiro nos painéis e, em seguida, passe para o batente plano. O acabamento irá se acumular nas junções do batente onde se unem ao painel. Remova o excesso com um pincel bem seco, trabalhando do centro para fora.

Secagem e novo revestimento

O tempo de secagem do verniz normalmente é de aproximadamente 24 horas, mas o verniz à base de água e os de poliuretanos, em geral, secam com mais rapidez. A umidade demora para secar, por isso é recomendado que você ultrapasse todos os períodos de secagem se estiver aplicando o verniz em um clima úmido. Além disso, o período de secagem não é necessariamente o período de cura e o novo verniz é danificado com facilidade. Sempre deixe o acabamento secar pelo menos 24 horas ou de acordo com as recomendações do fabricante. Se possível, deixe secar por dois dias ou mais. 

Muitos vernizes exigem duas ou até três camadas para produzir um bom acabamento. Determine o que julgar apropriado e siga as recomendações do fabricante. Entre as camadas de verniz, deixe a primeira camada penetrar ou secar, conforme recomendado pelo fabricante.

Alguns vernizes de duas camadas devem ser aplicados de 10 a 15 horas, a partir da aplicação da primeira camada, mas, em geral, é melhor aguardar pelo menos 24 horas, se possível. Quando a primeira camada estiver completamente seca, lixe um pouco a madeira envernizada na direção do veio. Faça uma abrasão por igual na superfície, mas não force muito.

Remova todos os resíduos da lixação com uma flanela e aplique uma segunda camada de verniz, da mesma maneira que você fez com a primeira. Se for necessária uma terceira camada de verniz, repita esse procedimento, lixando a madeira envernizada com cuidado,.

Além do verniz, outra opção que suporta o uso pesado é o acabamento de resina penetrante. Confira na próxima seção quando e como usar esse tipo de acabamento.